Minha foto
Sou Sonia Novaes,Artista Plástica. Gosto de fotografar a natureza,os pássaros,o cotidiano. Gosto de poesias,escrevo alguns contos das viagens que faço e adoro culinária. Adoro fazer novas amizades e tenho muito carinho,por todos que conheço. Trabalho com artesanatos,cerâmica,patch sem agulha e tear manual. Confecciono colares e brincos de fuxicos. Certas palavras podem dizer muitas coisas; Certos olhares podem valer mais do que mil palavras; Certos momentos nos fazem esquecer que existe um mundo lá fora; Certos gestos,parecem sinais guiando-nos pelo caminho; Certos toques parecem estremecer todo nosso coração; Certos detalhes nos dão certeza de que existem pessoas especiais, Assim como você que deixarão belas lembranças para todo o sempre: Vinicius de Moraes

sábado, agosto 04, 2007

Salvando vidas...



Festa de aniversário do Tiago...3 anos...ao lado, lá está a pequena chinesinha,Dini.
A outra foto em que aparece todas as crianças,é o aniversário do Tiago de 4 anos.
A outra foto,é minha amiga Cristina...

São tantas histórias ao longo de minha vida,que vou morrer um dia e não conseguirei contar todas...rsss...
Esta é minha amiga Cristina,onde andará?
Era o ano de 1986...meus filhos eram pequenos.
Toda sexta-feira,de manhã eu ia fazer compras no Varejão de um bairro próximo ao meu.Nesse dia além de meus filhos,estavam conosco,minha tia-avó e uma amiga japonêsa que morava em nosso prédio...a saudosa D.Cecília.Ao passar numa esquina,levei o maior susto,uma mulher se atirou em frente ao meu carro e quase que eu atropelei-a,desesperada com uma criança no colo,fazia gestos prá eu parar.Parei e não consegui entender nada do que ela falava,veio correndo atrás dela um menino de uns 12 anos,pedindo prá eu levar o irmão para o hospital,pois o mesmo havia engasgado com uma bala.Olhei o rostinho do menino e vi que já estava arroxeado.Foi tudo muito rápido,coloquei minha tia atrás com as crianças e a chinesa entrou na frente com os dois filhos...até hoje não entendi como consegui levar todo mundo.Até chegar ao Hospital mais próximo foi uma agonia,porque a mulher gritava e me atrapalhava para dirigir...enfim chegamos e o menino já foi atendido imediatamente...e aí eu não enxerguei mais nada,porque desmaiei...quando acordei estava sendo medicada...as minhas crianças todas assustadas...foi um perereco.Quando consegui ficar em pé,encontrei com a mãe do menino que quando me viu, se prostrou aos meus pés em sinal de agradecimento.Foi uma cena inesquecível...choramos todos nós,e aí então ela pegava a minha mão e beijava,falando em chinês...e o menino dela maior traduzindo o tempo todo,agradecendo por ter salvo a vida do irmão.O menino ainda ficou três dias internado no Hospital.
Deixei meu tel com a família,para saber notícias do menino e fui embora...no dia seguinte recebi um telefonema que o menino estava melhor.
Quando ele teve alta fui visitá-lo em sua casa.Parece que estou vendo a cena:quando a Cristina me viu,me abraçou com força em agradecimento...foi lá dentro da cozinha e trouxe uma bandeja cheia de doces,de refrigerante...maçãs para meus filhos,na verdade nem sabia como me agradecer.Fiquei triste com a notícia.Depois do acontecido o menino passou por uma série de exames e descobriu-se que ele tinha um probleminha neurológico,tinha apenas dois anos.
Quando ele era pequeno caiu do berço...e no local da batida ficou um hematona interno...
O menino ficou exepcional e a família não percebeu...foi muito triste...começou então um calvário para a família que não se conformava com o fato.
Ficamos tão amigas...ela tinha mais dois filhos maiores e uma menininha a Dini que era uma verdadeira bonequinha...tinha quatro aninhos.
Ganhei tantos presentes dessa moça,que ficava até constrangida...ela era uma pessoa maravilhosa só que não falava nada de português...
Convidava-a para os aniversários das minhas crianças...e aparecia toda a família,ainda convivemos durante dois anos.Eles então resolveram voltar para a China,atrás de médicos que pudessem curar o menino.Ficaram dois anos lá,foi ela o marido e as crianças menores,os dois mais velhos ficaram no Brasil.
Quando voltaram foram morar em SP...encontrei-a morando na Liberdade,o menino então com 4 anos, estudava na APAE e a pequena Dini, já estava na escola.
Depois desse dia nunca mais a vi...soube muitos anos depois que os meninos se formaram em Medicina na UNICAMP...
Nunca esqueci essa família tão maravilhosa...a Cristina era uma lutadora,levantava de madrugada para fazer bolsinhas e chinelinhos de veludo para vender na feira Hippie no sábado,o marido era Engenheiro Elétrico na SINGER,mas tinham quatro filhos e não era facil educá-los em Colégio Particular.
Guardo com carinho as coisas lindas que ela me trouxe de presente quando voltou da China,isto sem contar que as coisas que ela mandou de lá por navio,foram saqueadas no Porto de Santos...além de tudo...
Gostaria tanto de encontrá-los novamente...lembro que o sobrenome era Lee....
O menino não gostava de fotos...mas a Dini saia em todas...claro...pois ela era a minha bonequinha mesmo....

2 comentários:

AZÁLIA LEE disse...

Querida Sonia,

Que história mais linda!
De repente me peguei envolvida no texto, louca para saber o final.
Creio que o mundo espiritual trará sua amiga e filhos de volta.
Gostaria de seu eu: Zazá LEE, a sua a miga chinesa, assim estaríamos em contato.

Sonia Novaes disse...

Azália Lee

Só agora percebi seu sobrenome..rss...poderia ser vc porquê,não?
Pois aí não precisaria procurar mais...
Vc leu a história que escrevi de meus ex-alunos, que procurei-os uma vida e os achei pelo orkut?
Pois é,essa semana vamos nos encontrar no Outback na sexta-feira,vai ser um encontro inesquecível...
Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...